quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

MEME - Atrasado de Natal


Oi, um feliz Ano novo para todos... Esse meme, que veio alegrar o meu dia, foi uma indicação da blogueira Samy do blog Livros com Resenhas .

Regras:


  • Indicar 10 blogs para participar
  • Dizer no post quem te indicou
1.    Qual filme com o tema natalino é o seu favorito?
Desculpa, mas não curto muito os filmes de natal.

2. Qual é sua cor favorita de Natal?
Vermelho com toda certeza.

3. Você gosta de ficar de pijama ou vestir-se para o Natal?
Gosto de me sentir bem. Uma roupa confortável.

4. Se você pudesse comprar apenas um presente para uma única pessoa nesse Natal, quem seria?
Para o Lucas é claro. rs

5. Você costuma abrir o seu presente à noite (na véspera do Natal) ou na manhã de Natal?
Não tenho arvore de natal, então meus presentes nunca são abertos no dia de natal, e sim quando são comprados. As vezes chega ser uma semana antes.

6. Você já construiu uma casa de pão de gengibre? 
Primeira vez que estou ouvindo falar disso.... hahahahahaha

7. O que você gosta de fazer em seu feriado de Natal?
Ficar com a família.

8. Algum desejo de Natal?
Que eu, e toda minha família possa comemorar juntos o próximo natal, sem nenhuma perda no meu do percurso.

9. Cheiro de Natal favorito?
Deixa eu pensar....Salada não libera nenhum aroma, então nenhum. rsrsrsrs

10. Prefere a ceia de Natal ou os doces e sobremesas?

Doces com toda a certeza.

Como já passou o natal, eu vou deixar livre para quem ainda sentir vontade de responder. bjs a todos.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

SUA PRESENÇA

Estou aqui acordada mais uma vez, enquanto todos dormem na minha casa. Estou com sono mas minha mente não quer parar de trabalhar. Desce jeito eu não consigo dormir. O problema? É a saudade que destrói meu peito. Que consome todas minhas energias e faz lágrimas cair dos meus olhos. Até quando terei lágrimas para derramar?

Meus pais

A saudade chega ser perturbadora, faz você reviver momentos que cortam seu coração... Ninguém me avisou que sua presença faria tanta falta. Ninguém avisou que nunca mais seria a mesma coisa... O tempo só esta fazendo eu ficar com mais saudades de você.
Sem mais palavras por hoje, vou ficar com o silêncio e as lembranças desta foto.  

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

MEDO



Como era bom ser criança. Meus pais me perguntavam: “O que você vai ser quando crescer?”, era tão fácil responder. “Vou ser médica ou professora”, nem imaginava o que teria que passar para ser uma das duas opções. A resposta vinha da ingenuidade, dos sonhos, do mundo da fantasia. Esse sim era um mundo perfeito. Éramos o que queríamos. Podíamos mudar nossas escolhas sem problema. Era fácil. A dor que às vezes inventávamos era de um prego ter nos furado, de pegarmos catapora ou caxumba. 
Se mantivéssemos essa alma de criança... Viveríamos mais e melhor. Precisamos rir, quando uma água sai da torneira, quando o vento levanta uma folha e a faz ter assas. Quando ouvimos uma música bonita. Quando conseguimos encontrar com nossos olhos, mesmo de longe, uma pessoa querida.  Precisamos esquecer a dor de um tombo, quando se mostra algo novo.
A vida de adulto é sem graça. É possível palpar o medo que os domina. Medo de tudo dar errado, medo de ser um idoso frustrado. Medo de não suprir as necessidades da sua família. Medo não ter tempo para fazer tudo o que seu coração deseja. Medo do amanhã.
Eu trocaria todos esses medos de adulto pelos medos das crianças. Prefiro ter medo do escuro ou de um boneco na parede. Pois quando o dia raia, a escuridão e os medos se vão. 

sábado, 1 de dezembro de 2012

PROMETO QUE...

Fui enganada, me contaram que tudo tinha mudado. Entrei e a primeira coisa que encontro é a falsidade. Estava lá estampada nos olhares de baixo em cima que me davam. Estava estampadas nos gestos e no rosto. Não precisava ter estudado psicologia para entender que você não era bem vindo, na verdade nunca foi.
Triste é sentir que você perdeu tanto tempo tentando fazer funcionar aquelas amizades, tentando entender o porquê de todo mal olhado. Mas a unica coisa que você consegue é um coração irritado por ser tão boba e pensar que de uma hora para outra as coisas poderia mudar. 
Resolvi fazer um juramento pra mim mesma:
Prometo, que nunca irei esquecer de se importar primeiro com quem gosta de mim. Prometo não me importar com os olhares maldosos ou invejosos.
Prometo gostar mais de mim e não ficar me comparando com nenhum famoso.
Prometo ser original acima de tudo.
Prometo dar valor as pequenas coisas, e nas amizades verdadeiras.
Prometo me afastar de tudo que faz me sentir mal.

Prometo, prometo, sei lá... Prometo mais o que? O que mais precisa ser prometido? Não consigo pensar em mais nada.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

MEU PRESENTE - AMIGO SECRETO DE BLOGUEIROS



Oi pessoal, chegou o meu dia de abrir meu presente do AMIGO SECRETO DE BLOGUEIROS. 
Fiquei muito feliz em pegar o papel pardo na mão e saber que tinha um presentinho, um livro que eu tanto quero, ali dentro. Depois que abri fiquei muito empolgada com todos os mimos, veio livrinho para o Lucas (O Rei Leão), tatto de unha, marcadores, calendário, uma cartinha de próprio punho... Fiquei muito feliz. Estou amando esse amigo secreto. 
Fiz o vídeo como combinado... 



segunda-feira, 26 de novembro de 2012

PRESENTE DE DEUS - LUCAS


"Mas os que confiam no SENHOR recebem sempre novas forças. Voam nas alturas como águias, correm e não perdem as forças, andam e não se cansam". Isaías 40: 31 (NTLH).



Faz um tempinho  que mencionei aqui que meu lindo bebê não tem rins policísticos. Fizemos o exame quando ele ainda estava na minha barriga. Eu acreditei no começo, acreditei que ele não tinha, pois era um presente de Deus para mim e para minha família, consegui engravidar rápido, demorou só 3 meses de tentativa, e quando fiz o primeiro exame para ver como ele estava, descobri que tinha ovários policísticos.  Isso dificultaria ficar grávida. Mas consegui. Os médicos falavam que eu era uma bomba relógio, e tive que passar por vários médicos até um aceitar cuidar da minha gravidez. 
A cada consulta o médico falava se o bebê conseguisse passar dos 7 meses seria um milagre. Eu morria de medo de perder o Lucas, de ele nascer antes do tempo e precisar ficar no hospital. Quando passamos pelo 7 meses eu dei glorias a Deus. Pronto. Estava chegando a hora do parto e o medo só aumentava, tinha medo de ficar em coma e não ver meu filho nas primeiras horas de vida fora do útero. Por causa dos rins policísticos eu sou hipertensa, e na gravidez tomava vários remédios para manter minha pressão pelo menos 14 por 9.  
Para ajudar a melhorar o meu medo, assisti um mês antes do Lucas nascer um episódio do seriado Grey's Anatomy, onde a paciente tinha pressão alta e ninguém conseguia fazer baixar, ela teve pré-eclâmpsia e tiveram que tirar o bebê antes dele morrer no útero, só que isso faria a paciente, no caso a mãe do bebê, morrer. A decisão foi pelo bebê, pois a mãe iria ficar vegetando se vivesse. IMAGINA minha reação no final do episódio? Eu tinha que assistir logo esse? 
O Diogo assistiu a metade comigo e ficou muito bravo comigo. Assistir esse episodio não me ajudou em nada, fiquei com mais medo ainda de morrer. 
O grande dia chegou e passou tudo bem, minha pressão ficou estável,  mas estava muito tensa, só relaxei quando trouxeram meu bebê, e eu vi seu lindo rosto, chorei e fiquei tranquila por ele ser tão lindinho e estar bem. 
Os meses foram passando. Esse mês o médico dele pediu para refazer aquele exame dos rins, para confirmar. Que medo. Até então ele não tinha nada de errado nos rins. Deus tinha me dado um presente. Mas como minha fé chega a ser menor do que um grão de mostarda, fui temerosa fazer o exame. Quando a médica focalizou os rins dele, cheguei até ver algumas bolhas, mas depois lembrei das estruturas do rins e fiquei na dúvida se era bolha ou as pirâmides medular. Desviei o olhar e voltei a ver a imagem na tela, MEU FILHO é sim um milagre de Deus, ele é meu PRESENTE. Nunca tinha visto um rins normal na tela, todos que eu acompanhei era bichado, da para ver tudo certinho, as pirâmides, o córtex e a pelve renal, fiquei maravilhada. 
Resolvi perguntar para a médica para ter a certeza, "Ele tem rins policísticos?", mesmo vendo a imagem perfeita, tive medo da resposta. "Não, ele não tem". Uhullllllllllllllllllllllll
Meu filho se livrou, ele pode fazer qualquer exercício físico. Ele não herdou a herança genética. 
Obrigada meu Deus, por sempre prover o que eu preciso, por sempre mostrar seu amor por mim, por guiar meus passos, mesmo eu não merecendo. Obrigada e me perdoe por ter uma fé tão pequena.  
"O SENHOR Deus me disse: "Eu lhe ensinarei por onde você deve ir; eu vou guiá-lo e orientá-lo"". Salmos 32: 8 (NTLH).  

sábado, 24 de novembro de 2012

PERGUNTINHA MALEDITA


Você acorda e o dia esta lindo, o sol brilha e sua casa fica irradiada. Junto vem a vontade de deixar tudo pronto antes de sair. Dar banho no Lucas, arrumar a papinha, deixar a casa arrumadinha, fazer as unhas, pois iria ficar a tarde fora, e quando chegasse ainda teria uma seção de filme para ir.
Meu compromisso não era uma coisa que se fica esperando o dia chegar, por isso quem sempre me lembra de que o tal dia chegou é meu telefone, sempre recebo uma ligação antes para confirmar minha MARAVILHOSA CONSULTA.
Ó Céus, ó mar, ó terra...
Mesmo sendo um exame de rotina, eu estava tranquila, pois estou bem e sem nenhuma dor. Isso é sinal de saúde certo?
Fui toda tranquila, com minha unha pintada e toda, toda. Sempre olhando no relógio para dar a hora de assistir aquele filme tão, tão esperado.  Além do mais eu estava saindo de casa sozinha, coisa que não faço muito.
Toda essa áurea de felicidade e tranquilidade, acabou na hora que pisei no hospital. Esse ambiente sempre me faz ter lembranças ruins e sentimento de perda. Tudo já tinha mudado, minha unha estava com aparência de velha, minha roupa me incomodava, pois o calor estava intenso.  O povo do meu lado estava com cara de velório e para ajudar lembrei que eu ainda estava de jejum por 9 horas.
Neste dia eu iria fazer dois tipos de exames, laboratórias e um ultrassom das vias urinaria.  O jejum era para os exames de sangue, mais a donzela não especificou no papel que eu teria que fazer esse exame de manhã. Resumindo fiquei  com fome a toa. Bom agora era esperar a boa vontade da médica, e esperar minha vez de fazer o ultrassom. Sentei pensando que iria terminar o livro até ser chamada, mas foi até rápido.
Quando entrei na sala, aconteceu a formalidade de sempre e eu deitei para esperar o veredito.  Quando a médica colocou o aparelho no meu rim, ela olhou para mim, mas não falou nada. Depois de várias olhadas e medidas ela, finalmente faz a PERGUNTINHA MALEDITA: “Você já faz hemodiálise?”.  Na hora olhei para a tela da TV para ver como estava meu rim, porque deveria estar muito feio para ela fazer essa pergunta.  Um desespero e uma vontade enorme de chorar fez meu olho encher de lágrima.  Finalmente respondi: “NÃO”.
Eu tenho rins policísticos, eu já sabia disso, minha mãe tinha, minha tia têm e faz hemodiálise, só que ela tem 46 anos e eu só tenho 23 anos. Desespero total.
PRONTO. Esqueci totalmente o que iria fazer depois do exame, minha cabeça só conseguia pensar nos resultado dos exames laboratórias  pois é através deles que sei como meus rins estão funcionando. Já vim pensando como seria fazer hemodiálise e se iria conseguir realizar os planos que tenho para minha vida. Tudo isso por causa de uma perguntinha maledita, a médica poderia só esta curiosa e a pergunta pode ter sido sem intenção, ou não, poderia ser fria e falar para mim que meu rim estava um bagaço e meu futuro próximo seria hemodiálise, assim sem nenhum preparo psicológico.
PRONTO. Á merda esta feita na minha mente. E agora como controlar meus pensamentos? Será que ela tem outra pergunta para sarar o que ela fez?  Se ela tinha eu não quis perguntar, o medo tomou conta de mim e o máximo que fiz foi dar tchau, quando o exame acabou.
Desta fez vou esperar a minha médica falar se chegou a hora ou não. O jeito é ficar aqui dominada pelo medo. 

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

UMA CARTA PARA VOCÊ... MÃE!



Mãe?
Eu encontrei um bilhete que fiz para a senhora lá no hospital.  Lembra?!

“Oie...
Mamãe. Cheguei e a senhora não estava. Fiquei assustada. Mas me informaram que a senhora estava fazendo exames.
Estou com saudades da minha querida mamãe, melhora logo tá. Trouxe para a senhora escondido docinho de leite e chicletes.
Você é muito especial para mim e minha melhora amiga, você sabe disso TE AMO MAMÃE.
Ah o Diogo mandou um beijão e ele vem amanhã te ver. Acho que a senhora vai ter muita companhia, pois os seus amigos da igreja vai querer vir aqui.
Você mãe é a flor mais linda que Deus criou e embeleza meu jardim.
Não sei se vou estar aqui quando você chegar, então, qualquer coisa me liga.
Beijos Te amo muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito.

É claro né mãe, que no final do bilhete tinha sua letra com anotações de telefone de uma pessoa que nem sei quem é. Coisa da Dona Marta, rabiscar tudo, até documentos importantes. Não faz mal. Isso faz eu ter certeza que você sempre lia esse simples bilhete, por isso quando você precisou de um pedacinho de papel para escrever, não hesitou e usou a pequena folha.
Queria sentir a mesma coisa daquele dia. Saber que você logo voltaria. Que eu iria ouvir você de novo. Que seu sorriso não seria uma doce lembrança mais um acontecimento real.  Queria poder reclamar quando você me chamava de barrigudinha na frente do povo. Ah você faz falta. Sinto uma necessidade louca de falar com você. Quando eu vejo a família reunida, não aguento e entro no banheiro para fazer as perguntas de sempre, PORQUE VOCÊ TINHA QUE MORRER? PORQUE VOCÊ NÃO ESTA AQUI COM A GENTE? TUDO ISSO É MUITO INJUSTO.
É nessas horas que olho para sua foto e vejo seu lindo e largo sorriso pra mim. Parece que você me ouviu e fala. “calma filha, UM DIA a gente vai se ver novamente. Esse dia vai chegar logo.  Mantenha a calma e tenha paciência”.
Desculpa mãe, mais eu espero ansiosa por esse dia. TE AMO. 

sábado, 10 de novembro de 2012

ODISSÉIA



Meu CORPO não aguentou o trabalho exaustivo e se rompeu. A força que cada órgão teve que exercer foi maior do que ele suportava. Fiquei em pedaços. Sinto que um cirurgião veio e tentou consertá-lo, tentou colocar as partes no lugar... Não sei, mas alguma coisa lá dentro ainda não funciona bem, algo está errado.
O quebra cabeça da minha vida ainda não se completou. Falta equilíbrio. Meus sentimentos estão aflorados. Meus medos e insegurança duplicaram. Sinto que meu EU se perdeu. Estou parada em uma esquina, esperando a vida me dar uma dica por onde começar. Tudo esta se movendo de vagar, é preciso fazer uma Odisséia interior. Se reencontrar. Seguir em frente. Recomeçar. Achar o caminho. 

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

SOMOS A NOVA GERAÇÃO DA F.F.F.

Hellrison, Dagliany, Evellin, Juliane, Naiara, eu e o Diogo
Diogo (Maridão), as primas Juliane, Dagliany,
 Evellin, Patrícia, e meu priminho Kalyl e eu.

Tem pessoas que te faz feliz simplesmente por existir. Nem sempre estão perto de você, mais nunca abandona seu coração. Crescemos juntos, alguns você até carregou no colo, você os entende. Eles sabem o que te faz feliz, sabem também te magoar. Eles desvendam seu coração e consegue te definir em uma palavra. Irmãos?! As vezes eles são mesmo, mais esses que eu estou falando são conhecidos normalmente como PRIMOS.    
A relação chega a ser tão intensa que você chega a carregar marcas. Cicatrizes de uma mordida no rosto, no braço, na bunda, na perna... E assim vai, cada um ficou com uma lembrancinha cravada na pele que eu deixei e algumas que eles deixaram.
Não importa o grau de parentesco, se é primo de primeiro grau ou terceiro. Somos amigos, somos todos parte da F.F.F. (Família Feiura Feliz).    

Diogo, Wesley e eu

Neidiane, Deise e Pedro, Diogo e Eu.

Pablo, Rayssa, eu e o Diogo


Wellington, Viviane, Wanderson, Tia Izabel, Eu e o Diogo.

OBS: Tenho muito mais primos do que essas fotos podem mostrar.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

LEVAR (OU FICAR PERTO DE) FLORES?!


Hoje eu não comprei nenhuma flor para levar no túmulo da minha mãe, resolvi ficar perto de flores. Achei que o dia teria mais significado se o usasse de uma forma prazerosa, acho que ela iria gostar de ver, se o pudesse.
Nunca foi o costume na família levar flores para os nossos parentes falecidos. Usávamos esse dia para celebrar a vida. Para agradecer a Deus por mais um dia. Para ficar em família. Saudades de quem se foi sempre vai existir, meu coração é repleto delas. Eu sinto saudades todos os dias, não só hoje.  
Não vejo significado em ir ao cemitério, ver um túmulo frio. Minha mãe não vai me ver, não vai me ouvir, não vai saber que estou  visitando o que ainda restou dela ali. Prefiro ficar com minhas lembranças. Lembrar que ela era especial e que sempre gostava de aproveitar o tempo com a família. Que quando meu pai precisava ir a qualquer lugar ela sempre estava junto, como uma só carne. Até certa idade eu também os acompanhava.
Foi assim que passei o dia, passei de um jeito ou de outro entre família. PERTO DA NATUREZA.  

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

UM PASSO


Um dia você acorda e percebe que seu coração esta em paz. Que todo aquele sentimento que você carregava dentro do peito e o deixava magoado e desanimado, foi embora.  Você sente que está tudo novo dentro de você. Que a poeira já baixou a chuva passou, e seu coração está repleto de sol. 
Você olha para trás e se pergunta “porque só agora?”. Será pelo fato de ter esquecido o sentido de andar?! Porque se privar de todo esse sentimento?! É preciso restauração. É preciso liberdade.
Desenho de out/2012
Não deixe por nenhum momento a vida te privar da felicidade. Se não for aqui, talvez em outro lugar, mais nunca pare de andar. Mesmo que seus pés falem não. Mesmo que esse passo aconteça somente dentro do seu coração.   
O que estava faltando era aquele pequeno passo que você adiou tanto a dar, foi o que causou todo o sofrimento. Se você tivesse ouvido seu coração, tivesse obedecido a sua vontade, o que você esta sentindo hoje, já teria acontecido, e você talvez precisasse dar outro passo, para conseguir chegar onde seu coração realmente almeja estar.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

PARA O FIM DO ANO - AMIGO SECRETO DE BLOGEUIROS








Passando no blog Literatura: Um mundo para poucos, encontrei esse amigo secreto super legal, quem quiser entrar na onda é só se cadastrar. 





VAMOS AS REGRAS





Como irá funcionar:


1. Os interessados preencherão um formulário com nome completo, e-mail, nome do blog, e endereço completo.


2. Depois os e-mails serão cadastrados no site AmigoSecreto.com ou outro (mandarei um e-mail avisando qual o site), que realizará o sorteio no dia seguinte, acredito que todos terão que fazer o cadastro simples e rápido.


3. O site enviará um e-mail automaticamente para cada participante com nome do sorteado. Nesse momento peço que todos confirmem o recebimento do e-mail e de que não tiraram si mesmos.


4. Depois do sorteio, montarei uma tabela com os endereços e enviarei para todos.


5. Os envios dos presentes deverão ser feitos o quanto antes, para que dê tempo de chegar até o Natal e os presentes só poderão ser abertos no dia de Natal. E cada um terá que postar uma foto com o(s) seu(s) presente(s) e falar de quem ganharam.


6. Para deixar a brincadeira mais legal, eu criarei um formulário onde cada um pode deixar um recado, anônimo e se quiser claro, para a pessoa que tirou, e eu irei publicando para cada um.


  Agora vamos às regras:




1. O presente deve ser um livro, mas claro, fica a critério da cada um, se quiser, enviar alguns mimos para completar. Os valores estipulados serão entre R$ 20,00 e R$ 50,00, acho esses valores razoáveis para um livro.


2. O formulário deverá ser preenchido até as 23h59m do dia 10/11/2012 por todos os blogueiros interessados.


3. O sorteio será realizado no dia 12/11/2012 as 20h00m, então se receber qualquer e-mail, do site que vou informar por e-mail, pedindo para realizar o cadastro peço que faça até o horário do sorteio ok.


4. Fazer uma postagem de divulgação do Amigo Secreto de Natal, afinal quanto mais blogueiros melhor.


5. Os participantes terão que seguir todos os blogs nas redes sociais.



6. Os participantes deverão ter endereço no Brasil.




7. Twittar a seguinte frase “Eu e outros blogs estamos participando do Amigo Secreto de Blogueiros organizado pelo @D_deHistorias neste Natal! http://tinyurl.com/9d2xly7”


segunda-feira, 29 de outubro de 2012

MEME - UM POUCO SOBRE MIM




É com sorriso de orelha a orelha que vou responder nosso primeiro Meme, indicado pela Bela do blog Para Beatriz.


As regras pra participar são as seguintes:
- Escrever onze coisas aleatórias sobre você.
– Responder as onze perguntas que a pessoa lhe mandou e criar onze novas perguntas para as pessoas para quem irá mandar.
– Escolher onze pessoas para repassar esse meme e colocar os links de seus respectivos blogs.
– Avisar os blogs escolhidos.
– Não retorne esse meme para quem te enviou.
– Postar as regras.

11 COISAS ALEATÓRIAS SOBRE MIM

1. Sou uma “vegetariana” que todos condenam, pois como peixe. Tenho meus motivos.
2. Gosto de desenhar e tenho planos sobre o assunto. Quero fazer um curso de desenho.
3. Quero escrever um livro, mais o projeto esta andando muito lento.
4. Hoje eu gosto de ler, mais nem sempre foi assim, tive que trabalhar esse gosto em mim, não nasceu comigo. Alguns falam que sempre gostei de livros, mais o que eu lembro é que só comecei a ler de verdade, um livro atrás do outro, aqui em Campinas.
5. Não sou de Campinas, nasci em Ji-Paraná-RO. 
6. Sou apaixonada por Handebol.
7. Amo minha família.
8. Adoro filmes, sou daquelas que gosta de filmes dramáticos, mais só se não tiver nenhuma comédia romântica passando no mesmo horário.
9. Não gosto de cozinhar, faço por obrigação. 
10. Tenho gosto estranho pra comida. Adoro Pão com Banana, requeijão (ou maionese) e queijo. 
11. Já fiquei depressiva.




AS PERGUNTAS QUE FORAM FEITAS PARA EU RESPONDER

1 – Se pudesse mudar apenas UMA coisa em toda a sua vida, o que mudaria?

Essa é fácil, eu queria minha mãe de volta.

2 – O que te levou a criar um blog?

O blog foi criado com o objetivo de terapia. É também uma forma de guardar minhas recordações, e não deixar minha mente apagar minha mãe. Hoje escrevo para esvaziar o que esta dentro de mim. Limpar a alma.

3 – Já pensou em desistir do seu blog? Por quê?

Muitas vezes. Porque às vezes acho que tudo que escrevo não esta servindo para ninguém, só para mim. Até conversar com alguns amigos que acompanham de verdade meu blog, e receber comentários que me ajudaram muito a continuar. E hoje acho que o blog virou uma necessidade para mim.

4 – Se estivéssemos em um apocalipse zumbi e você tivesse de sair imediatamente da sua casa, quais os 5 objetos você levaria?

Nossa. Zumbi? Já estou morrendo de medo. Eu levaria uma faca (para matar eles, RS, eles morrem com facadas?), uma lanterna (para vê-los melhor, que meda), uma corda (não sei para quê, mais sempre serve), uma foto da família, um isqueiro e uma mochila (para levar tudo). 

5 – Se pudesse acabar com a existência de UMA música, qual seria? 

“QUE ISSO NOVINHA” – É uma música inútil, sem conteúdo.

6 – Quais são seus objetivos / metas para os próximos 3 anos? 

Fazer uma pós, começar meu mestrado, fazer um curso de desenho, tirar  minha carta, voltar a fazer inglês, praticar algum esporte em equipe, escrever um livro. 

7 – Se pudesse voltar 5 anos na sua vida, o que você mudaria? 

Essa é difícil. Mais acho que não teria trocado meu serviço na Totaline, para trabalhar por conta, sei lá, teria procurado uma psicóloga e tentado ficar e enfrentar meus medos.

8 – Qual seu livro preferido? 

Um Defeito de Cor – Ana Maria Gonçalves

9 – Qual livro você indicaria para mim?

Hum.  Conte- me teu sonhos – Sidney Sheldon. É um livro marcante. Ele fala sobre o que a gente pode fazer enquanto achamos que estamos dormindo.

10 – Se pudesse deixar um conselho para as próximas gerações, qual conselho você deixaria? 

Viva sempre o hoje, mais não esqueça que suas atitudes de agora é o que vai definir o seu amanhã.

11 – Qual filme você assistiria 500 vezes de tanto que gosta? 

O Sorriso de Mona Lisa. Adoro muito. Ele é profundo. Ajuda-me a entender meus dilemas.


AS PERGUNTAS PARA OS BLOGUEIROS RESPONDEREM

1. Qual livro você mais gosta? Por quê?
2. Qual livro você tem uma relação de amor e ódio?
3. Qual livro você odeia com todas suas forças?
4. Se você fosse um deus ou deusa do olimpo, qual seria? Por quê?
5. Porque você criou seu blog?
6. Quais são os meios que você usa para popularizar seu blog?
7. Quais blogs você lê assiduamente?
8. Se fosse para escolher um país onde morar, qual você escolheria?
9. Qual filme você assistiria mais de 10 vezes?
10. Qual dia da semana você mais gosta? Por quê?
11. Você acredita em Deus? Qual sua relação com ele?

OS BLOGUEIROS QUE INDICO:




1.      Blog Willy Book Teen
2.      Blog da Bruna Maranhão Segredo de um Mundo
3.      Blog do Marcos de Souza O mundo sob o meu olhar
4.      Blog da Regina Ramos Meu poemas.. Meus sonhos!
5.      Blog da Julia Baton e Glos
6.      Blog da Sarah Long on Books
7.      Blog da  Iasmin Refúgio das Palavras
8.      Blog da Juliane O que o coração Sente
9.      Blog da Rapha Memórias da Gordinha
10.  Blog da Naty Revelando Sentimentos





quinta-feira, 25 de outubro de 2012

PACIÊNCIA SPIDER


Minha mãe jogando paciência


Achei essa foto nos meus arquivos. Inevitável foi não lembrar como chegamos a esse nível. Minha mãe em frente ao computador, jogando paciência sem minha ajuda.
Computador para meus pais era um bicho de sete cabeças, eu tentava explicar como funcionava mais você deve entender que adolescente não gosta de ficar falando a toda hora a mesma coisa, ainda mais para seus pais. Na mente da gente parece tão claro e fácil, que não conseguimos entender porque apertar um botão escrito INICIAR parece uma equação matemática.  Olha que isso é só o começo, depois achar o jogo se transforma em busca ao tesouro perdido. 
Depois de muita labuta, meus pais aprenderam a ligar o computador, achar o botão iniciar, achar o jogo, conectar a internet (nesta época tínhamos internet discada, uma loucura, ficávamos mais tentando do que conectados), abrir um vídeo. Pronto eles aprenderam a mexer.
Criei um e-mail para cada um, o da minha mãe ela deve ter entrado uma duas vezes, o negocio dela era jogar Paciência Spider, meu pai já gostou do e-mail e usa o mesmo até hoje. 
Minha mãe não gostava quando eu falava que ela estava viciada no jogo. Quando eu abria minha boca grande ela ficava até meses sem mexer no computador, só para provar para mim que eu estava errada. Eu ficava com a consciência pesada e colocava no jogo para ela. Eu a chamava e insistia para ela tirar um tempinho para jogar. Essa alegria não durava muito, pois eu sempre achava um jeito de abrir minha boca grande de novo. 

   



segunda-feira, 22 de outubro de 2012

SOMOS FRUTOS DE LÁPIS E PAPEL




As vezes a vontade é de não crescer, é ficar aqui mesmo estagnada, sem nenhuma evolução. Crescer doe, as vezes deixa marcas, deixa cicatrizes, que o tempo não é capaz de apagar. 
Desenho de Out/2012
Mais crescer é algo involuntário, é algo natural do ser humano. Mesmo sem querer a gente vai crescer, a diferença é que posso fazer deste crescimento um desenho, ou simplesmente rabiscos em um papel. Diferente da vida, os desenhos que não ficam como queremos, podem ser amassados e jogados no lixo. 
Os rabiscos são esquecidos muito rápido,  pois não conseguem impactar nenhuma alma. As vezes causa até um desconforto ao olhá-lo. Se nós não tivermos dispostos a tomar uma atitude, o tempo vai nos apagar, vai nos esquecer. Sinto que somos frutos de lápis e papel. 
A vida deve ser como os desenhos. Onde  os riscos cravados no papel fazem algum sentido. Foram feitos para ser apreciados, foram feitos para perpetuar. O papel é onde se pode colocar seus sonhos, onde se constrói castelos. 
Os riscos feitos de leve serve para finalizar um desenho. Já os riscos com mais pressão serve para dar contorno, sentido para o desenho. 
Para fazermos dos riscos um desenho, que queremos apresentar,    é preciso sofrer muitas mudanças, usamos a borracha para tirar as imperfeições, para apagar os excessos. Mais tem um problema, se o risco foi feito com muita força, a borracha é capaz de tirar apenas a cor do lápis, mais não as marcas.
Por esse, e por outros exemplos, acredito que somos frutos de lápis e papel.














domingo, 21 de outubro de 2012

DUAS VERSÕES PARA UMA MESMA HISTÓRIA: UMA PEQUENA CARTA - FINAL

(Esse post encerra a sequencia da história da minha avó Francisca, acredito que ainda irei escrever mais sobre o assunto, mais por enquanto é isso que tinha preparado).

Um dia perto do meu casamento, isso era em 2007, minha tia Izabel estava sentada de frente comigo, na mesa da cozinha, aqui em campinas. Ela escrevia nossos telefones, em um caderno pequeno. Assim que ela terminou, pequei o caderno na mão e comecei a folhear.  Achei uma parte que estava escrito, como se fosse uma carta, achei tudo tão inspirador que copiei. Claro eu pedi para ela, antes de transcrever. Na época nem fazia ideia que poderia colocar em um blog, copiei simplesmente para ter aquelas palavras comigo, nos meus arquivos. Nós guardamos não só no coração, mas também em objeto, papel, coisas que podemos tocar, de pessoas que a amamos. O que estava escrito naquela folha era assim:

DIA 18 DE OUTUBRO DE 2007, ÁS 6 HORAS.
Dia que perdi a minha mãe foi um dia muito triste para mim. O mundo desabou, a minha vida mudou. Porque ela era minha companheira.
Os planos foram tudo por água a baixo (minha avó deveria vir para meu casamento, ela estava esperando por isso). Mais o que ainda me da o conforto é que a palavra de Deus diz: “Que o homem pode fazer planos, mas a resposta certa vem dos lábios do Senhor”.
Uma coisa eu sei que o Senhor colocou a minha mãe para dormir e muito em breve irei revê-la, porque se eu já almejava o céu, agora almejo muito mais. (Grifo meu).
Izabel Machado Candido

Nesta mesma folha tinha um adesivo com a seguinte descrição: “Deus é minha âncora!”.
Tia Izabel e eu
A partir daquele momento entendi o que tinha ajudado minha tia a superar a dor. Ela tinha um amigo, o mesmo da minha mãe, ela tinha DEUS pra todas as horas. 

sábado, 20 de outubro de 2012

DUAS VERSÕES PARA UMA MESMA HISTÓRIA - PARTE 3


Meu Primo Wanderson de pé, minha avó Francisca, eu de rosinha e meu primo Welingthon.

Era manhã de uma quinta-feira, eu e minha mãe estávamos conversando, deitada na cama. O telefone tocou, eu peguei e vi o nome do meu tio Marcos. Entreguei para minha mãe atender. Ela estava com um sorriso nos lábios, pois seu irmão estava na linha telefônica. A conversa foi mais ou menos assim.
 – Oi Marcos!
- Oi, você esta sentada?
- Estou deitada conversando com o bichinho. Por que Marcos? – Até aquele momento pensávamos que era uma fofoca das quentes. Minha mãe regalou os olhos em minha direção e apertou os lábios. Estava pronta para receber as novidades.  
- A mãe faleceu hoje cedo.

Minha avó Francisca com seu netos: De short vermelho Welingthon, eu, no colo da minha avó o Pablo,  Gullit e  Wanderson com um pássaro no ombro.


Quando minha mãe terminou de ouvir sua feição já não era a mesma, seu olhar estava paralisado em mim, sem movimento. Eu sabia que a conversa não se tratava de fofoca e sim de algo muito serio.  Eu gesticulei para ela, o que foi? Ela não me respondeu. Pronto sabia que era noticia ruim.
Depois que a ligação terminou minha mãe nos contou que a vovó Francisca ou “Franchisca” com eu e o Diogo começamos a chama-la, tinha falecido. Não sei como minha mãe se sentiu, só sei que ela chorou e não pronunciou muitas palavras durante o dia. Nós todos ficamos triste. Ela recebeu a ligação do meu primo logo depois.
Eu, só entendi de verdade a ausência da minha avó quando voltei para Rondônia. Até então era como se ela tivesse viva, me esperando voltar. Simplesmente longe. Eu já tinha muita saudade dela. Ainda mais que alguns meses antes, ela veio em Campinas me visitar, foi sua primeira visita e a última. Foi uma despedida, é assim que gosto de lembrar. Ela veio disser um até logo. Porque guando Jesus voltar nas nuvens do céu, os mortos em Cristo ressuscitaram para passarmos a eternidade juntos. No céu não haverá mais choro, mas muita alegria. Estaremos todos juntos outra vez.
Isso conforta nossa família. Acalenta nossos corações. Pois tudo que Jesus prometeu ele cumpriu, e agora não vai ser diferente.  Estamos aguardando a volta de Jesus com muita ansiedade.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

DUAS VERSÕES PARA UMA MESMA HISTÓRIA - PARTE 2

CONTINUAÇÃO (para entender melhor este post, é preciso ler o post anterior)...


"Dois bombeiros entraram no quarto, e ficou me olhando, eu ainda estava fazendo as massagens. Fiquei indignado e gritei com um deles, “vamos, me ajuda aqui”, ai um deles o mais esbelto começou a fazer a massagem, o outro parecia não estar na sua melhor forma física.  Perguntei para o que tinha ficado estagnado na porta, “cadê a maca?”, ele falou “ta lá na ambulância”. Pedi para ele ir correndo buscar, precisávamos transferir minha avó do chão para a maca e correr para o hospital. Antes de fazer, o que era sua obrigação, um dos bombeiros teve a coragem de falar na frente da minha mãe, e do meu irmão, do meu pai, e na minha que “A VIDA É ASSIM MESMO. SENHORA, A GENTE NASCE, CRESCE, REPRODUZ E MORRE”. Naquele momento percebi que eles não tinham compaixão com os sentimentos do próximo. Tinham mandado duas pessoas que não sabia de nada. Mais uma vez tive que gritar com esse também, falei para ele que eu não tinha perguntado nada, que era apenas para ele fazer a sua obrigação. Acrescentei, “corre na ambulância e pega a maca, que o resto não me interessa”, ele foi pegou a maca. Enquanto isso, o outro fazia a massagem. Colocamos a minha avó na maca e carregamos até a ambulância. Pedi para meu irmão entrar na ambulância, para ele ir junto, ele entrou e  eles foram com a sirene ligada. O bombeiro que já tinha começado a fazer a massagem continuou dentro do carro.
Corri dentro de casa, peguei meu celular, meus documentos e fui atrás de moto rumo ao hospital.  Tudo isso deve ter durado uns 15 a 20 minutos. Chegamos praticamente juntos. Colocaram minha avó na sala de emergência, e não deixaram a gente entrar. Depois de uns 10 minutos, alguns familiares já tinham se reunido no hospital.
Foi nesta hora que recebemos a pior noticia que ninguém gostaria de receber, que Francisca de Souza Miranda tinha falecido. O mundo desabou, o choro aumentou. Lembro perfeitamente que eu liguei nesse momento para minha tia Marta, em campinas. Falei "tia!", nesse momento senti que ela já estava chorando. Um dos meus tios já tinha ligado para dar a noticia, e ela me perguntou, “é verdade, morreu mesmo?” falei que sim...
Nesse momento pediram para eu ir à funerária, resolver sobre o caixão, mas eu estava em choque. Meu tio Silvano se propôs a ir.
Tivemos acesso pela parte do fundo do hospital a uma sala onde ficam as pessoas mortas, em cima de uma pedra gelada. Estava lá minha avó, já sem vida. Novamente o desespero tomou conta. Estava junto comigo nesse momento, minha tia Lucia, tia Preta, minha mãe, acho que tinha mais gente, mas não me lembro. Todos estavam chorando.
Quando o carro da funerária chegou, eles a pegaram e levaram. Depois de algumas horas, levaram o corpo da minha avó para a igreja adventista do sétimo dia, do Jorge Teixeira, onde foi o velório".



Continua.................................................................. Amanhã.